Artigos

 
O absurdo da interpretação econômica do "fato gerador" - Direito e sua autonomia - O paradoxo da interdisciplinariedade
Autor(a): Paulo de Barros Carvalho
Professor Titular e Emérito da PUC-SP e da USP-SP.

À memória de Alfredo Augusto Becker

 

1. Introdução

O objetivo do presente texto é por em evidência, ainda que a breve trecho, a autonomia do direito em relação a outras matérias que lhe são próximas, firmando premissas no caráter sintaticamente homogêneo que o direito positivo apresenta enquanto sistema empírico, formado por unidades atômicas - as normas jurídicas - expressas verbalmente por meio de proposições descritivas.



Fonte: Cedido pelo autor
6/12/2013

Versão para impressão

 

 

ACADEMUS.PRO.BR - E-mail: academus@academus.pro.br
© Copyright 2001-2018 Academus.pro.br - Todos os direitos reservados